Logo TeatrineTV
1260x100
320x100
Artes Cênicas

​Aberto ao público, 13º FEAC mostra resultados da Arte e Cultura nas escolas da Capital​

Por TERO QUEIROZ • 05/10/2022 • 00:47

Acontece desde a tarde da segunda-feira (3.out.22) o 13º Festival de Arte e Cultura (FEAC) e o 17º Festival de Dança da Rede Municipal de Ensino (Reme). Cerca de 3,5 mil alunos de 81 unidades escolares de Campo Grande (MS), apresentam os resultados dos processos artísticos desenvolvidos ao longo de um ano pelos professores do Divisão de Esporte Arte e Cultura (Deac).

“São 81 escolas, 63 de ensino fundamental e 18 escolas de educação infantil que estão com apresentações aqui. É uma grande festa de culminância de um projeto que acontece ao longo do ano. A DEAC colabora com a educação por meio da arte, cultura e esporte. É muito bom ver essas atividades sendo retomadas. Preciso lembrar que até pouco tempo estávamos impedidos de realizar atividades iguais a essas, é tão bom ver as crianças ocupando o palco e nós educadores sabemos o quanto é valioso e quanto acrescenta na formação dessas crianças. E por fim, colaboramos com a formação com a cidadania. É um evento que nos enche muito de orgulho”, detalhou o chefe da Deac, Mario César Ribeiro.

Os resultados dos trabalhos de 123 professores responsáveis pelas diversas expressões é apresentado até a quarta-feira (5.out.22) no Teatro Glauce Rocha, na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Rafael Bendô, um dos coordenadores do FEAC e do Festival de Dança, explicou ao TeatrineTV que as apresentações são de Linguagens de Dança, Música, Artes Visuais, Teatro, Circo, Audiovisual e Rádio. “Os projetos são realizados na escola em contraturno. O FEAC é a culminância desse projeto.

Esse é Rafael Bendô, um dos coordenadores do Festival de Arte e Cultura (FEAC) da Reme. Foto: @TeroQueiroz | @Teatrinetv

O Evento é aberto ao público. Nesta quarta-feira (5.out) teremos apresentações às 8h da manhã e às 14h. É aberto a toda a comunidade, pode vir com seu filho assistir as apresentações belíssimas”, disse. Durante o Festival, haverá também uma exposição coletiva dos trabalhos plásticos desenvolvidos pelos alunos de 20 escolas municipais, da linguagem das Artes Visuais.

  • Dança. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV
  • Dança. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV
  • Teatro: turma da Escola Prefeito Manoel Inácio de Souza. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV
  • Teatro: turma da Escola Prefeito Manoel Inácio de Souza. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV
  • Teatro: turma da Escola Prefeito Manoel Inácio de Souza. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV
  • Teatro: turma da Escola Prefeito Manoel Inácio de Souza. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV
  • Audiovisual: turma da Escola Jão Evangelista Vieira de Almeida. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV
  • Audiovisual: turma da Escola Jão Evangelista Vieira de Almeida. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV
  • Audiovisual: turma da Escola Jão Evangelista Vieira de Almeida. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV
  • Música. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV
  • Dança. Foto: @TeroQueiroz | @TeatrineTV

Bendô destacou que o evento é abrangente em linguagens e tem um papel de formação de plateia. “O cronograma é montado pensando nas diferentes linguagens que o projeto abrange, porque se fizéssemos só dança o aluno não iria prestigiar as outras linguagens, música, teatro... ele tem uma imersão na arte e cultura. Tem pintura, audiovisual, a dança. Queremos, realmente, que ele conheça várias linguagens e se interesse. É um trabalho de formação de plateia”, observou.   

“É a forma que temos de mostrar tudo o que foi feito durante o ano, e foram muitas atividades oferecidas. Além da arte, cultura e dança, também tiveram os projetos de esporte. E tudo isso é para o bem-estar dos nossos alunos. E a apresentação em um palco é muito importante para este processo de valorização”, afirmou a secretária municipal de Educação, Alelis Izabel Gomes.

Bendô fez um convite à população em geral: “Será uma honra receber todos. Quem tem filho na Reme, mesmo que ele não integre o projeto, venha conhecer, ver como é, saber como é bonito isso. Um dos objetivos de nós fazermos aqui no teatro é que é realmente uma experiência muito diferente. A criança na escola e a criança no teatro, com luz, com som, tem uma aura, tem algo magnifico. Então, esse projeto quer despertar isso nos alunos, se isso virá uma profissão, melhor, mas se não, se for só pelo prazer está ótimo também. Esperamos todos!”, finalizou.

Público esperava ansiosamente a entrada da próxima atração durante o 13º Festival de Arte e Cultura (FEAC) da Reme, realizado de 3 a 5 de outubro no Teatro Glauce Rocha, no Campus da UFMS em Campo Grande (MS). Foto: @teroqueiroz | @teatrinetv

O Festival é um evento promovido pela Prefeitura Municipal de Campo Grande por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), coordenado pela Superintendência de Gestão das Políticas Educacionais (SUPED) e realizado pela Divisão de Esporte, Arte e Cultura (Deac).

No final do texto, deixamos uma galeria com dezenas de imagens da apresentação.

RESULTADOS

O professor Márcio Bruno Pereira dos Santos que atualmente dá aulas de danças urbanas na Escola Municipal Antônio José Paniago, no Jardim Itamaracá, iniciou a trajetória na dança em um dos projetos. “Quando eu era pré-adolescente eu participei de um projeto de dança na escola. Meu professor percebeu que eu estava evoluindo e me levou até o seu grupo de dança, onde participei de diversas apresentações, algumas fora da cidade, do Estado. Isso me mostrou a força que um professor tem dentro da escola, de levar a arte e a cultura para muitos alunos que talvez, fora do ambiente escolar, nunca tenham essa oportunidade. Hoje, é um prazer retornar a este projeto como professor”.

Para os alunos, o envolvimento com os projetos oferece diversas oportunidades de aprendizado e desenvolvimento. “Vamos apresentar uma coreografia de dança urbana com o tema rock. Eu já dancei em algumas apresentações da escola, mas é a primeira vez que vou me apresentar em um teatro. Estou muito ansiosa e com frio na barriga”, disse Isabella Beatriz, do 6º ano, da Escola Municipal Antônio José Paniago.

“Acho que esses projetos são muito bons para o desenvolvimento dos alunos. Minha filha ama o projeto e está muito feliz que poderá se apresentar”, disse Claudia Bartolomeu da Silva, mãe de Gilmara da Silva, do 5º ano, da Escola Municipal Professora Arlene Marques Almeida, no Jardim Canguru.

As atividades que envolvem os alunos em diversas práticas esportivas, artísticas e culturais, foram retomadas no primeiro semestre deste ano, após o retorno 100% presencial das aulas – que estavam de maneira remota e escalonada, entre março de 2020 e dezembro de 2021, por conta da pandemia. Entre 2017 e 2019 os projetos beneficiaram mais de 45 mil alunos da Reme.

As modalidades oferecidas são: atletismo, badminton, basquetebol, beach tennis, capoeira, esporte adaptado, futsal, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, jiu jitsu, judô, karatê olímpico, kung fu, luta olímpica, natação, taekwondo, tênis de mesa, voleibol e vôlei de praia. Além de dança (contemporânea, balé clássico, urbana, jazz dance, regional, corpo coreográfico), música (instrumento de corda, flauta, percussão, coral, regente de orquestra), artes visuais (desenho artístico, pintura em tela, artesanato, grafite, escultura), teatro, circo, audiovisual e xadrez.

Veja como foram as apresentações por meio da cobertura fotojornalística do TeatrineTV. Para baixar as imagens acesse abaixo — ao compartilhar lembre-se de dar os créditos. Siga @teatrinetv no Instagram. A galeria:

https://www.flickr.com/photos/196584307@N02/albums/72177720302642744
Dando créditos devidos, o compartilhamento das imagens é livre.

Antes de sair...

​Gostaríamos de convidar você a ajudar nossa iniciativa. Siga @teatrinetv no Instagram, curta, comente e compartilhe nossos posts. Isso tudo é de graça e nos ajuda muito!

O TeatrineTV é um site independente dedicado a produção de conteúdo jornalístico para arte e cultura com sede em Mato Grosso do Sul. Nosso trabalho consiste em oportunizar um espaço para divulgação, investigação e cobranças dos anseios da arte e cultura. Isso é, atuamos para ser mais que uma agenda cultural. Investigamos o uso da verba pública e denunciamos censuras do poder público ou privado. Cobramos transparência do uso de recursos e preservação de equipamentos culturais.

Essa é uma briga com gigantes, que tentam sepultar a diversidade cultural no Mato Grosso do Sul e no Brasil! Investimos nessa iniciativa, pois acreditamos que arte e cultura é o poder dos povos!


Google News

Tags: #arte, #Cinema, #TeatrineTV, Campo Grande, CULTURA, dança, Mato Grosso do Sul, Reme

Veja Também

Nos apoie:

Chave PIX:

27.844.222/0001-47

QR Code para doacao